Norovírus em crianças quilombolas com e sem gastroenterite e fenótipo ABH-Lewis e status secretor como indicador da susceptibilidade à infecção.

Resumo: Trata-se de um estudo em que espécimes fecais de crianças com e sem diarréia são obtidos em visitas às comunidades quilombolas, ou por demanda espontânea via Agentes Comunitários de Saúde. Os espécimes são armazenados no Laboratório de Procedimentos Microbiológicos do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (CEUNES/São Mateus) em freezer -20ºC e transportados ao Laboratório de Gastroenterite Infecciosa (LabGIn) da UFES/Vitória. Transcrição reversa é realizada a partir do RNA viral extraído de suspensão fecal, usando iniciador randômico para síntese de cDNA e pares de iniciadores para gene da RNA polimerase são usados na PCR para detecção dos NoVs. PCR usando inciadores para ORF-2 (região do capsídeo viral) será realizado das amostras positivas para a caracterização do genótipo de NoV e será construída a árvore filogenética. Será obtido sangue das crianças cujas amostras fecais forem positivas para norovírus, em nova visita às respectivas comunidades e o fenótipo ABH-Lewis e status secretor será determinado por ensaio imunoenzimático.

Data de início: 2009-12-20
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Liliana Cruz Spano
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105