Análise da Reatividade Sorológica e Molecular para Hepatite C em Pacientes de Hemodiálise da Região Metropolitana de Vitória - ES.

Nome: José Robson Venturim
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 20/12/2007
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Rodrigo Ribeiro Rodrigues Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Fausto Edmundo Lima Pereira Examinador Interno
Lauro Ferreira da Silva Pinto Neto Examinador Externo
Rodrigo Ribeiro Rodrigues Orientador

Resumo: Este estudo teve por objetivo avaliar a reatividade de diferentes métodos diagnósticos para hepatite C em amostras de pacientes em hemodiálise. Foi focalizado, principalmente, na concordância entre os métodos sorológicos utilizados para finalidade de triagem e métodos moleculares visando à confirmação da infecção. O intuito fundamental foi avaliar se a amplitude da leitura dos testes sorológicos atribui a estes, maior ou menor poder discriminatório frente aos métodos moleculares. Foram analisadas amostras de sangue periférico de 50 pacientes de 5 serviços de hemodiálise, sendo 40 reativas em um método sorológico por quimioluminescência e 10 negativas, inseridas como grupo controle. Outros dois métodos sorológicos, ELISA colorimétrico e MEIA fluorimétrico, foram utilizados. Os três métodos sorológicos foram comparados entre si e com os resultados de métodos moleculares por PCR em tempo real e pelo método Amplicor®. As amostras, que apresentaram discordância entre os métodos sorológicos e os métodos moleculares, foram submetidas à análise por immunobloting. O método MEIA apresentou melhor correlação com os métodos moleculares do que ELISA e CIA. Os resultados das análises demonstraram que valores mais elevados na relação leitura da amostra / valor do cut-off (S/Co) dos testes sorológicos, possuem melhor correlação com os métodos moleculares e com o immunoblotting. Para esta avaliação este estudo seguiu os critérios do CDC, que classificam os resultados como de alta reatividade ou baixa reatividade, de acordo com o valor de relação S/Co que apresentam. A análise estatística pelo teste de Mann-Whitney, apresentou diferença significativa (p < 0,05) nos valores de relação S/Co das amostras cujos resultados sorológicos se confirmaram em PCR, daquelas cujos resultados não se confirmaram. Foram encontrados resultados discrepantes, com resultados sorológicos considerados altamente reativos nos três métodos, reatividade no método de immunoblotting e resultados negativos em ambos os métodos moleculares. Estes achados podem estar relacionados com um aspecto descrito em diversos estudos que atribui à hemodiálise a capacidade da diminuição ou mesmo eliminação da viremia para o VHC, entretanto, em cerca de 20 % dos casos na história natural da infecção pelo VHC, pode ocorrer a resolução da infecção e desta forma a detecção de anticorpos constitui o que se chama de cicatriz sorológica.
PALAVRAS-CHAVES: Reatividade sorológica; Hepatite C; Hemodiálise

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105