Infecção Por Sars-Cov-2 em Gestantes Atendidas em Maternidade De Alto Risco No Brasil

Resumo: Introdução: A disseminação da doença, o possível desenvolvimento de síndrome respiratória aguda grave (SARS), a possibilidade de transmissão vertical e de desfechos obstétricos graves alertam para a importância da abordagem da infecção por SARS-CoV-2 na gestação. Objetivos: Avaliar os desfechos obstétricos e neonatais de gestantes com infecção aguda ou expostas ao SARS-CoV-2 na gestação, admitidas para assistência ao parto ou abortamento em maternidade de alto risco no Brasil. Métodos: Estudo de corte transversal conduzido com gestantes atendidas na maternidade de alto risco em 2020 no Brasil. Todas as pacientes admitidas na maternidade para parto ou assistência ao abortamento foram testadas para SARS-CoV-2 utilizando PCR, IgG e IgM por imunocromatografia. Os aspectos clínicos e os desfechos obstétricos foram analisados. Os recém-nascidos de mães positivas foram acompanhados até o sexto mês de vida por contato telefônico.

Data de início: 2020-03-10
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Carolina Loyola Prest Ferrugini
Coordenador Angelica Espinosa Barbosa Miranda
Pesquisador Neide Aparecida Tosato Boldrini
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105