Modelagem de nicho ecológico de Biomphalaria spp. no Estado do Espirito Santo

Resumo: A esquistossomose é uma doença parasitária que atinge milhões de pessoas no mundo, estando fortemente ligada ao nível de saneamento básico dos municípios. É considerada uma doença negligenciada e no Estado do Espírito Santo, é tida como endêmica em 47 dos 78 municípios presentes. Os focos mais importantes estão localizados nas regiões serranas do Centro, Baixo Guandu, no Vale do Rio Doce e nas regiões serranas do Sul.
Estudos no âmbito da saúde pública, tem sido cada vez mais comum a utilização da epidemiologia que utiliza todos os aspectos ecológicos
relacionados à doença. A partir do conhecimento de algumas condições físicas é possível prever onde se pode esperar o aparecimento de uma
determinada doença. Neste sentido, o presente estudo se propõe analisar a distribuição potencial das principais espécies de Planorbidae
transmissoras de esquistossomose e sua relação com a mesma no estado do Espírito Santo, região Sudeste do Brasil, a partir da utilização de técnicas de modelagem espacial.

Data de início: 2017-04-01
Prazo (meses): 48

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Rhayane Figueiredo Ramos
Colaborador NARCISA IMACULADA BRANT MOREIRA
Coordenador Blima Fux
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900