Prevalência de infecção pelo Mycobacterium leprae em tatus no Brasil: revisão sistemática e meta-análise.

Resumo: PROSPERO - International prospective register of systematic reviews. NHS-UK. CAMARADES.
Nosso estudo foi pioneiro em revelar infecção natural pelo M. leprae em tatus da espécie Dasypus novemcinctus em 2002 através de método de PCR. Seguido de outros estudos, até 2006 115 animais foram estudados no estado do Espírito Santo. Anticorpos anti PGL-1 foram identificados por ELISA e ML Flow. Estudo de prevalência tem sido publicado em outros estados do Brasil. Método: Revisão sistemática e meta-análise.

Data de início: 2019-06-04
Prazo (meses): 30

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Colaborador João Marcelo Azevedo de Paula Antunes
Coordenador Patrícia Duarte Deps
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105