INVESTIGAÇÃO CLÍNICA, IMUNOLÓGICA E HISTOPATOLÓGICA DA ERUPÇÃO PÁPULO-PRURÍTICA EM PACIENTES HIV-POSITIVOS.

Resumo: Pacientes infectados com o vírus HIV são altamente susceptíveis a desenvolver dermatoses associadas e entre elas destaca-se a erupção pápulo-prurítica (EPP), caracterizada por prurido crônico e erupção papular simétrica, localizada principalmente no tronco e extremidades. Sua prevalência varia de 11 a 46% dependendo da região e sua etiologia é pouco conhecida. O objetivo deste estudo é pesquisar os fatores etiológicos e patogênicos e as manifestações clínicas da EPP em pacientes soropositivos. As variáveis avaliadas serão: sexo, idade, localização das lesões cutâneas, dados clínicos da história da infecção pelo HIV (como medicamentos utilizados e tempo de uso, por exemplo), dosagem sérica de IgE, resultado do teste epicutâneo, variáveis das alterações histopatológicas (tipo de infiltrado inflamatório, presença de plasmócitos, macrófagos, granuloma, células gigantes, eosinófilos) e dos marcadores utiilizados na imunohistoquimica (CD4+, CD8+, IL-5). Espera-se, assim, encontrar possíveis fatores etiológicos e patogênicos, bem como descrever as características clínicas da EPP em paciente soropositivos.

Data de início: 2010-03-01
Prazo (meses): 18

Participantes:

Papelordem crescente Nome
Coordenador Patrícia Duarte Deps
Colaborador ELTON ALMEIDA LUCAS
Aluno Mestrado Brunela Bastos Tozzi
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105