Prevalência de Trichomonas vaginalis em partos pretermos ocorridos no Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes

Resumo: Trabalho de parto prematuro é um dos principais determinantes da mortalidade e morbidade neonatal e tem consequências adversas para saúde. Apesar de grandes esforços de prevenção, a incidência de parto prematuro permaneceu constante em cerca de 5-10% de nascidos vivos, na maioria dos países. As causas são multifatoriais, estando relacionadas às variáveis socioeconômica, psicossocial, biológica e complicações da gestação. A infecção intra-uterina provavelmente explica a maioria destes desfechos gestacionais. A vaginose bacteriana detectada antes de 20 semanas aumenta o risco de parto pretermo em 4 vezes. Objetivo: estudar a prevalência de Trichomonas vaginalis em partos pretermos. Sujeitos e Métodos: será realizado um estudo transversal com parturientes do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes, Vitória – ES, Brasil, internadas no período de um ano. As pacientes que apresentarem trabalho de parto prematuro responderão a um questionário e serão submetidas a exames de rastreio infeccioso. Foram selecionados todos os partos prematuros. Análise dos dados: As informações serão codificadas e duplamente digitadas, utilizando o EPI INFO 6.4. O nível de significância assumido será de 5%.

Data de início: 2014-03-03
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Carla Baroni Cunha
Coordenador Rodrigo Ribeiro Rodrigues
Pesquisador Angelica Espinosa Barbosa Miranda
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900