Determinação do perfil de resistência a antibióticos beta-lactâmicos através de diferentes métodos fenotípicos de amostras de enterobactérias hospitalares.

Resumo: Os microrganismos pertencentes à família Enterobacteriaceae são uns dos mais frequentes agentes causadores de infecções hospitalares e comunitárias e a resistência destes aos antibioticos β-lactâmicos, como as cefalosporinas, monobactâmicos e carbapenêmicos vêm aumentando com o passar dos anos. Surtos hospitalares causados por bactérias produtoras de ESBL, AmpC e carbapenemases já foram descritos no Brasil. Porém os mecanismos de resistencia envolvendo a produção dos diferentes tipos de beta lactamases ainda não foram completamente elucidados e uma melhor caracterização epidemiológica, fenotípica e molecular destes bacilos Gram-negativos pode ser útil no controle da disseminação da resistência das enterobactérias no ambiente hospitalar. A não utilização de um teste com boa acurácia para detecção de amostras produtoras de ESBL, AmpC e carbapenemase, pode levar a prescrição inadequada do antimicrobiano, ao aumento da resistência, aumento do tempo de internação, aumento do número de infecções hospitalares, aumento da morbimortalidade e ao aumento dos custos. Em vista disso, o objetivo deste projeto é de avaliar a produção de ESBL, AmpC e carbapenemase em amostras de enterobactérias isoladas de pacientes internados em um hospital da Grande Vitoria.

Data de início: 2011-03-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Flávia Caselli Pacheco Ludolfo
Colaborador Kênia Valéria dos Santos
Colaborador Ricardo Pinto Schuenck
Coordenador Ana Paula Ferreira Nunes
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900