Identificação dos sorotipos circulantes do vírus da dengue em pacientes portadores da doença residentes na cidade de Vitória,ES.

Resumo: Desde a introdução do vírus da dengue no Brasil em 1986, mais de 4 milhões de casos foram relatados, além de ter sido observado o aumento da incidência de pacientes apresentando sintomas clínicos severos. Uma importante ferramenta na investigação epidemiológica da dengue seria monitorar a circulação do vírus, identificando os diferentes sorotipos circulantes, uma vez que, vários estudos sugerem que indivíduos que apresentam uma segunda infecção com um sorotipo heterólogo possuem um maior risco de desenvolver FHD ou SCD. As medidas atuais de controle têm por objetivo eliminar o vetor em suas diferentes fases, negligenciando, assim, as informações referentes aos sorotipos circulantes e a relevância dessas informações para o conhecimento da transmissão e morbidade da doença. Dessa forma, este estudo tem como objetivo identificar os sorotipos circulantes do vírus da dengue em pacientes portadores da doença, residentes na cidade de Vitória, utilizando a técnica de RT-PCR, além de correlacionar estes sorotipos com a transmissão e morbidade desta doença.

Data de início: 2010-01-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Colaborador Reynaldo Dietze
Coordenador Elenice Moreira Lemos
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900