Identificação de Alvos Moleculares Envolvidos na Resistência à Miltefosina em Isolados Clínicos de Leishmania chagasi.

Resumo: Leishmaniose visceral é uma doença sistêmica, causada por parasitos protozoários do gênero Leishmania complexo donovani, o qual abriga a espécie L. chagasi, que é encontrada exclusivamente nas Américas Central e do Sul. Nas Américas, a LV humana ocorre desde o sul do México até o norte da Argentina, com 90% dos casos registrados no Brasil. Um dos maiores avanços na pesquisa de drogas com atividade anti-Leishmania foi a descoberta de uma droga oral, a miltefosina. Contudo os resultados de um ensaio clínico realizado no Brasil para avaliar a eficácia da miltefosina em pacientes portadores de LV, mostraram que cerca de 50% dos pacientes avaliados apresentaram recidiva após o tratamento. A analise proteômica clássica fornece métodos que permitem determinar a identidade e a abundancia de proteínas relacionadas com o fenótipo de resistência. Considerando a importância epidemiológica e médica da LV, este estudo tem como objetivo comparar o perfil de expressão protéica de isolados de L. chagasi sensíveis e resistentes à miltefosina, por análise proteômica usando eletroforese bidimensional acoplada a espectrometria de massa, o que poderá contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias para o tratamento, como também esclarecer lacunas no conhecimento dos processos envolvidos na resistência a drogas.

Data de início: 2010-12-08
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Juliana Brambilla Carnielli Trindade
Colaborador Suely Gomes de Figueiredo
Colaborador Reynaldo Dietze
Coordenador Elenice Moreira Lemos
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900