Avaliação do desempenho da citometria de fluxo no diagnóstico da leishmaniose tegumentar canina

Resumo: A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma zoonose causada por parasitas do gênero Leishmania. A LTA tanto no homem como nos animais domésticos constitui uma enfermidade polimórfica da pele e das mucosas, caracterizada por lesões auto-resolutivas a lesões ulcerativas desfigurantes. Entre os animais domésticos o cão tem sido o mais afetado. Embora a presença de cães infectados tenha sido relacionada à ocorrência de surtos em casos humanos, ainda é discutível seu papel na transmissão da LTA. O diagnóstico definitivo da LTA é obtido pela demonstração direta de formas amastigotas em material de biópsia ou raspado de lesão através da microscopia ou cultura. Dentre os testes sorológicos disponíveis, a reação de imunofluorescência indireta (RIFI) é a mais difundida, mas possui baixa sensibilidade e especificidade para LTA, tendo seu uso limitado. Recentemente, nosso grupo avaliou o desempenho da citometria de fluxo utilizando L amazonensis como antígeno, devido a sua facilidade de cultivo em comparação a L. braziliensis e demonstrou uma alta sensibilidade do teste na detecção de casos humanos de LTA. Neste contexto, este estudo pretende avaliar o desempenho dessa metodologia no diagnóstico da LTA canina, utilizando diferentes preparações antigênicas.

Data de início: 2009-02-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Colaborador Victor Athayde de Silva
Coordenador Elenice Moreira Lemos
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Maruípe, Vitória - ES | CEP 29043-900